Química

O sangue - um tampão no nosso organismo


O sangue é vital para o funcionamento do nosso organismo. Uma das funções do sangue arterial é a de transportar o oxigênio (do ar que respiramos) dos pulmões para as células.

Percorrendo o caminho inverso, o sangue venoso traz o gás carbônico (liberado pelo metabolismo das células) para os pulmões e, por meio deles, o gás carbônico é eliminado na expiração. Para que as trocas gasosas ocorram normalmente, o sangue deve estar tamponado com pH próximo de 7,4.

Um dos sistemas que contribuem para o tamponamento do sangue é formado por H2CO3 e NaHCO3.

Se, por problemas respiratórios, a respiração se tornar lenta, haverá eliminação deficiente de CO2, que provocará o deslocamento do equilíbrio

CO2 + H2O ↔ H2CO3 ↔ H+ + HCO3-

para a direita, aumentando a concentração de íons H+ e tornando o sangue mais ácido.

Com pH menor que 7,35, há uma acidose sanguína. O seu principal sintoma é a desorientação, seguida de coma e morte.

Ao contrário, se a respiração se tornar acelerada devido a exercícios físicos intenso ou escalada em grandes altitudes, ocasiões onde o organismo absorve mais oxigênio, haverá maior eliminação de gás carbônico. Isso tornará o sangue mais básico. O seu pH será maior que 7,45, então há uma alcalose sanguínea.

O sintoma inicial são convulsões que podem levar à morte.