Química

Macromoléculas sintéticas


Polímeros sintéticos

As macromoléculas sintéticas são os polímeros, que são a base para a fabricação dos plásticos.

Os plásticos começaram a ser produzidos no final do século XIX e têm grande importância no desenvolvimento do século XX.

A partir destas macromoléculas foi possível obter, além dos plásticos, as fibras têxteis, como o náilon e o poliéster, e as borrachas sintéticas.

Polímeros são compostos de moléculas muito grandes que são formados pela repetição de uma unidade molecular pequena, que se chama monômero.

Exemplos:

     
Exemplos de polímeros sintéticos: copo plástico, garrafas PET e pneu de borracha sintética.

Os polímeros de adição são aqueles onde o polímero é a soma de moléculas pequenas e todas iguais entre si.

São exemplos de polímeros de adição: o polietileno, o polipropileno, o cloreto de vinila, o poliestireno, o poliacetato de vinila, o teflon, o polimetacrilato de metila e a poliacrilonitrila.

Estudaremos a seguir cada um deles.