Química

Glicídios


A palavra glicídios vem do grego glicos, que significa doce. São os açúcares, desde o mais comum até os mais complexos, como o amido e a celulose.

Os glicídios são compostos que possuem função orgânica mista poliálcool-aldeído ou poliálcool-cetona, dentre outros compostos que, ao sofrerem hidrólise, resultam em poliálcool-aldeído ou poliálcool-cetona.

Acompanhe os exemplos a seguir.

Os glicídios são produzidos em vegetais através da fotossíntese, sendo transformados no processo de respiração. São fonte de glicídios: a farinha, o açúcar, o papel, o mel, as frutas, o pão, etc.

     

Os glicídios se classificam em oses e osídios. As oses ou monossacarídios são os glicídios que não se hidrolisam. Os osídios são glicídios mais complexos, que se hidrolisam. Os principais glicídios são:

- glicose
- frutose
- sacarose
- lactose
- celulose
- amido
- glicogênio