Química

Éster (continuação)


Nomenclatura

A nomenclatura oficial IUPAC para os ésteres é feita a partir do hidrocarboneto correspondente terminado em ATO.

A seguir, deve-se colocar a preposição DE mais o prefixo da ramificação terminada em ILA.

hidrocarboneto + ato de (prefixo da ramificação) + ila

Exemplos:

Etanoato de etila

Outro nome oficial deste ácido é acetato de etila.

Observe que, neste éster, o nome etanoato vem do ácido etanoico, enquanto o nome acetato vem do ácido acético.

Portanto, um das maneiras de se nomear os ésteres é partir do seu ácido correspondente. Isto porque o éster resulta da reação de esterificação do ácido com álcool, formando éster e água. Outros exemplos com as duas nomenclaturas:

Metanoato de propila (ácido metanoico) - IUPAC
Formiato de propila (ácido fórmico)

Propanoato de propila (ácido propanoico) - IUPAC
Proprionato de propila (ácido propiônico)

Etanoato de butila (ácido etanoico) - IUPAC
Acetato de butila (ácido acético)

Apesar de existirem as duas nomenclaturas, a recomendada é a da IUPAC.